As Pessoas de Quem Não Me Lembro

Fabrizio Matos

Curadoria:

João Baeta
23/11/2023

—

31/1/2024
18:30
Exposição

👉 Ciclo "Da DERIVA" com curadoria de João Baeta


Abertura/opening: 23.11.2023 (QUI), 18h30

Até/Until: 30.12.2023

📌 Mupi Gallery


As imagens expostas são o resultado de diversas conversas e reflexões sobre o papel da memória na minha prática artistica. Memórias construtoras de narrativas com a configuração dum atlas de imagens recorrentes no meu discurso.

Neste conjunto de imagens é perceptivel uma relação íntima entre determinadas memórias e representações da antiguidade e do  presente e, do modo como elas se desvelam através da luz.

Esta narrativa cinemática à volta de um templo grego do século VI a.c. dedicado à deusa Hera na cidade de Metaponto, no Sul de Itália, explora a ideia do indivíduo esquecido na memória da paisagem e da sua presença fantasmática dentro dessa mesma memória.

Por outras palavras, explora o modo como a memória pode reter uma entidade numa paisagem, e como essa relação acentua a condição ontológica de uma coisa e outra.


Sobre o artista:


Fabrizio Matos (Figueira da Foz, 1975)

https://fabriziomatos.com

https://www.instagram.com/pedranorim.ceramicanobonfim/

https://www.behance.net/pedra_no_rim

https://pedranorim.pt/


Vive e trabalha no Porto.

Explora e utiliza diversos meios, como a pintura, o desenho, a escultura e a fotografia. Tem apresentado o seu trabalho em diversas exposições individuais e coletivas. Das exposições coletivas destacam-se a realizada no Museu de História Natural e Ciência de Lisboa em 2012, no Gongju International Festival no Limlip Museum na Coreia do Sul em 2010 e 2011, na Mostra Internazionale de Milão em 2004. As suas obras fazem parte de diversas colecções em Espanha, Portugal e Itália.

Estudou na FBAUP onde completou a licenciatura em pintura e mestrado em escultura. Leciona ocasionalmente as disciplinas de Pintura e Desenho na Faculdade de Belas Artes do Porto. Atualmente pesquisa sobre a velatura, seus processos e práticas no doutoramento em arte contemporânea pelo colégio das artes em Coimbra.

Desenvolve ainda, com Israel Pimenta, um projeto coletivo e atelier denominado Pedra no Rim. Um projeto que surgiu da urgência de produzir, invocar e fixar memórias iconográficas de mitologias urbanas, históricas e contemporâneas, como resposta ao um processo de rápida transfiguração do bairro onde habitam. Exploram a fronteira entre o belo e o grotesco, entre a morte e a espuma dos dias, materializando através de objectos em cerâmica de modo artesanal e edições limitadas.



23.11 Fabrizio Matos

Projeto:

Mupi Gallery

Ficha Técnica

Ciclo "Da DERIVA"

Curadoria: João Baeta

Programação e Gestão: Saco Azul - Associação Cultural
Produção: Filipe Confraria

Gestão de Conteúdos Digitais e Comunicação: Luís Masquete

Assessoria de Imprensa: Luís Masquete

Design: Luís Masquete

Montagem: Alexandre Simões

Limpeza: Manuela Pinto

Organização e Direção Artística: Saco Azul & Maus Hábitos

Impressão: Lumen

Galeria

Press

Saco Azul, Maus Hábitos,

Rua Passos Manuel 178

4º andar

4000-382 Porto


Produção & Programação Artística

sacoazul@maushabitos.com

danielpires@maushabitos.com

Assessoria de Imprensa

imprensa@maushabitos.com


23.11 Fabrizio Matos

powered by

23.11 Fabrizio Matos
23.11 Fabrizio Matos
sacoazul.org desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile